ENTENDENDO A ELETRICIDADE NO DIA A DIA
5 de Março de 2016
TERMOLOGIA
14 de Março de 2016
Exibir tudo

ESCALAS TERMOMÉTRICAS

Breve Histórico – Definições

As escalas termométricas são definidas como mecanismos utilizados para medir a temperatura dos corpos. O estado térmico de um corpo se eleva conforme se aumenta a velocidade de movimento das partículas presentes no mesmo. A medida desta alteração é o que conhecemos por temperatura. As escalas termométricas surgiram da necessidade de registrar e quantificar o quanto um corpo está quente ou frio.

 

Faça a comparação entre as três escalas de temperatura:

 

Ilustração das escalas de temperatura Celsius (ºC), Fahrenheit (ºF) e Kelvin (K)

 escalas-termometricas (1)

Comparação das escalas Celsius, Fahrenheit e Kelvin

 

Talvez a escala Celsius lhe seja a única familiar, uma vez que é a mais popular. As escalas Kelvin e Fahrenheit são mais usadas no mundo científico.

O interessante seria fazer uma comparação: repare que o ponto de fusão se difere nas três escalas: Celsius (0°C), Fahrenheit (32°F) e Kelvin (273K).

Observe que o mesmo ocorre com o ponto de ebulição: Celsius (100°C), Fahrenheit (212°F) e Kelvin (373K).

 

Como surgiu cada uma dessas escalas?

Para entender, vamos recorrer a um pouco de história:

Escala Celsius: foi elaborada em 1724 pelo astrônomo sueco Anders Celsius (1701-1744). Ele estabeleceu pontos fixos da sua escala como sendo os pontos de fusão do gelo (0°C) e de ebulição da água (100°C).

Escala Fahrenheit: foi criada a partir dos estudos realizados por Daniel Gabriel Fahrenheit (1686-1736), por volta de 1714. É a escala mais utilizada nos países de língua inglesa. Ele determinou que água vira gelo a uma temperatura de 32°F e ferve a uma temperatura de 212°F.

Escala Kelvin: teve origem dos princípios estabelecidos por Lord Kelvin (1824-1907), físico de origem irlandesa, que atribuiu o zero absoluto da sua escala como sendo igual a -273°C na escala Celsius.

Os comentários estão encerrados.